Dicas rápidas

20 de fevereiro de 2016

Dicas rápidas:
  • Moeda na Bolívia : Bs = Bolivianos / R$1,00 = Bs 1,80 (setembro 2015) – Verifique o Bs atualmente;
  • Moeda no Peru: Sol = Soles / R$1,00 = Sol 0,75 (setembro 2015) – Verifique o Sol atualmente ;
  • O valor do Taxi do Aeroporto para os hostels do centro custa aproximadamente Bs 70,00 (Preço por carro);
  • Sempre que entrar em um taxi pergunte se o preço é por carro ou por passageiro;
  • Se você for viajar de bus a noite, leve bastante agasalho, principalmente se você tiver que cruzar algum ponto da Cordilheira dos Andes. A maioria dos ônibus não tem calefação (muitas empresas garantem ter e aí de noite, no frio, você descobre que não tem!);
  • Quando comprar uma passagem de bus, procure pelo guichê da taxa de embarque (Você só embarca no bus depois de pagar essa taxa, fique atento!) – Isso é valido apenas para bus interestadual;
  • Esqueça o luxo, ele não existe na Bolívia. Dê boas vindas a uma aventura inesquecível;
  • Fique atento aos trocos. Quando você dá a nota inteira e eles pedem para te dar o troco depois, ou eles esquecem ou se fazem de esquecidos, então fique bem atento;
  • Nunca compre nada sem negociar o preço, lá dá pra negociar tudo, até a passagem de bus;
  • Assim que chegar, tome Zorochi Pills – Procure na Farmácia. (Essas pílulas devem ser tomadas de 8 em 8h). Atenção, se você tem alergia a aspirina/ácido acetilsalicílico, não tome o Zorochi Pills, apenas os chás com folhas de coca, converse também com o seu médico antes de viajar, assim ele pode lhe passar outra opção;
  • Tome muito chá de coca (tem de graça nos Hostels ou você mesmo pode comprar as folhas de coca e fazer);
  • Não faça esforço físico em La Paz, a altitude é Punk;
  • Beba muita água, leve remédios para enjôo e dor de cabeça;
  • Guarde seus documentos no corpo, na parte interna do casaco ou dentro do cofre do hostel;
  • Na entrada do país eles irão te dar um papelzinho com um carimbo, não perca de maneira nenhuma esse papel, ele é o seu “visto” de entrada e saída no país;
  • Se você quiser subir Huayna Picchu quando estiver em Machu Picchu, compre esse ingresso com pelo menos 2 meses de antecedência. Apenas 400 pessoas podem subir a Huayna Picchu por dia, o ingresso esgota rápido;
  • Leve sempre água e lanchinhos na sua mochila, na maioria dos passeios você não encontra lugar que venda isso;
  • Leve botas próprias para caminhadas e trilhas. O chão é muito desnivelado e acredite, elas ajudam muito!
  • No Peru, utilize a carteirinha internacional do estudante (ISIC), você terá 50% de desconto em tudo. (Para os ingressos das ruínas eles só repassam esse desconto aos menores de 26 anos);
  • Sabe aquela vontade de beber aquela Coca bem geladinha? Então, ela vai vir sem gelo e deixe assim como está! Não peça para o garçon colocar gelo na sua bebida, pois além do garçom ficar te olhando como se você fosse uma extraterrestre (como a região é fria, ninguém pede isso lá), o gelo que ele coloca quando você pede, é muitas vezes, feito com água da torneira;
  • Cervejas, refrigerantes, sucos… todos são vendidos em temperatura ambiente. Evite encher a cara, não queira saber o que é uma ressaca na altitude! rs
  • Febre Amarela? Saiba que é obrigatória a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação para maiores de um ano com destino a Bolívia e a vacina deve ser tomada com uma antecedência mínima de 10 dias antes do embarque. Quando eu fui não me pediram, mas se você for sem, você estará sujeito a não entrar no país. Para visitar o Peru, a vacina não é obrigatória, porém é recomendável que você tenha;
  • Respeite as diferenças, experimente, seja curioso respeitando o ambiente, leve sempre uma sacola para colocar o seu lixo, converse com os nativos e atenção ao atravessar as ruas (trânsito louco).
BOA VIAGEM!

IMG_9722

Gostou das dicas? Você tem mais alguma? Compartilhe aqui comigo as suas…

By Belle Nog

Uma carioca tagarela, apaixonada por viagens e fotografia.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *